terça-feira, 27 de julho de 2010

Homofobia e violência em Campinas

Segue notícia revoltante e muito triste recebida por e-mail agora pouco:

"A companheira do Identidade, Camille, está em vias de ter sua morte cerebral decretada no Hospital Mário Gatti.

Ela foi encontrada no sábado por volta das 21h, quando um homem jogava seu corpo em uma valeta próx. a linha do trem no bairro Bonfim em Campinas-SP, acreditando que ela já estivesse morta, segundo ele mesmo disse. A polícia passou nesse momento. Ele alegou legítima defesa, mas ela foi encontrada apenas de calcinha, com marcas de crime de ódio q não consigo nem detalhar pela atrocidade.

Ela foi levada como indigente ao Hospital Municipal Mário Gatti quando uma funcionária conhecida de pessoas do grupo a reconheceu (não sei como, pois seu corpo está desfigurado!) e ligou avisando sobre o fato.

Estamos nos organizando p ver as questões jurídicas, parece, ainda preciso confirmar, que o cara foi solto após pagar fiança. Que mundo é esse? Alguns advogados ligados aos movimentos da cidade e pessoas do próprio Identidade estão indo atrás disso.

(...)

Espero contar com os companheiros próximos para as manifestações e com o apoio de todos.

Com muita tristeza me despeço."

Mais notícias sobre esse crime bárbaro:
http://comerdematula.blogspot.com/2010/07/os-espancamentos-e-assassinatos.html
http://eduardogregori.com.br/blog/?p=4983

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Gente, a Camille acabou falecendo e foi enterrada ontem...

    tati

    ResponderExcluir